Publicidade
Projeto no poder

Projeto mulheres no legislativo prepara entrevistas para apresentar as pré- candidatas a vereadoras por Açailândia

A idealizadora do projeto despertou seu interesse, após realizar um estudo sobre a representatividade das mulheres que já passaram pela casa de Leis no município como vereadoras

22/07/2020 12h53
Por: Valber Alves
Fonte: Por Marly Alves
112
Foto; Reprodução
Foto; Reprodução
O Projeto Mulheres no Legislativo: Vocês podem, Açailândia precisa, foi idealizado pela a publicitária Marly Alves que trabalha na Agência Criativa, com o intuito de fazer com que as mulheres também possam ter uma oportunidade de estarem ocupando um cargo na Câmara Municipal de Açailândia.
 
A idealizadora do projeto despertou seu interesse, após realizar um estudo sobre a representatividade das mulheres que já passaram pela casa de Leis no município como vereadoras. Observado os números que são muito inferiores aos números de homens, percebeu que poderia contribuir de forma gratuita, e dentro de suas limitações, para que as pré-candidatas contassem com algumas ferramentas que a mesma poderia dispor, tendo em vista que Marly Alves tem experiência de mais de dez anos, com três campanhas vitoriosas, uma para vereador e duas para majoritária.
Na primeira legislatura, dos 11 cargos, somente uma mulher: Tânia Leite, que permaneceu de 1983 a 1988. Na seguida, esse número aumentou de uma, para três mulheres: Arlete Cutrim, Luzivete Botellho e Maria do Céu. Já em 1993 na gestão do Prefeito Ildemar, a representatividade das mulheres na câmara, quase que dobrou, aumentando de três para cinco: Arlete Cutrim que retorna ao cargo acompanhada por Luzivete Botelho,  e pra contribuir vierem as novatas: Eulália Dias, Maria de Fátima Caploza e Silvana Silvestre.
 
De 2000 para cá, esse número vinha só diminuindo, e na última legislatura em que as mulheres tiveram a oportunidade de ocupar um cargo na câmara, tinham somente três: Diomar Freire, Judite Lima e Fátima Camelo. Atualmente, a casa de Leis do município de Açailândia conta com 17 vereadores, não tendo nenhuma mulher no cargo.
 
Devido a pandemia, ss eleições de 2020 estão cheias de novidades, onde o futuro é incerto, porém, o que podemos observar é que a população terá um pouco mais de tempo para analisar cada uma daquelas que colocarão seus nomes à disposição do povo. O que nos resta, é fazer com que elas também possam ter a oportunidade de ocupando um cargo no legislativo, representando a força da mulher naquele espaço que hoje é comandado por eles.
Como isso, o projeto realizará uma entrevista com cada uma delas. Onde será publicada no [email protected] e nas redes sócias das respectivas pré-candidatas. Que todos possas acompanhar e ver a importância das mulheres no legislativo. Afinal, elas podem, Açailândia precisa.
Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários