publicidade

publicidade

terça-feira, 21 de abril de 2020

‘Faria tudo de novo’, diz Simplício após ação da Receita por transporte de respiradores ao Maranhão


O secretário de Estado da Indústria, Comércio e Energia, Simplício Araújo, comentou ontem (20), por meio de nota, a notícia de que a Receita Federal pode processá-lo devido ao transporte de respiradores ao Maranhão.
Segundo a Receita, a remoção dos respiradores foi “realizada sem o prévio licenciamento da Anvisa e sem autorização da Inspetoria Receita Federal em São Luís, órgão legalmente responsável por fiscalizar a importação das mercadorias”.
Simplício esteve à frente de todo o processo e recebeu os equipamentos no aeroporto de São Luís. Ele já foi notificado pelo Fisco como fiel depositário dos equipamentos, mas disse no comunicado que “faria tudo de novo”.
“Vamos continuar a fazer o que for necessário para salvar as vidas dos maranhenses, não temos nada a temer, mesmo que o custo a pagar seja o de ser processado”, destacou.
O governador Flávio Dino (PCdoB) também se manifestou. Ele disse à Folha que reservou respiradores três vezes e foi atravessado pelo governo federal, pela Alemanha e pelos Estados Unidos. “Vamos continuar a fazer o que for necessário para cuidar a vida dos maranhenses. Lamento que a lógica bolsonarista, de criar confusão a todo momento, mais uma vez se manifeste”, afirmou.
Abaixo, a íntegra da nota de Simplício Araújo:

Sobre a possibilidade de ser processado pela compra dos respiradores:
Fui notificado pela Receita Federal na sexta-feira.
No sábado, fui até o palacio Henrique de La Roque imprimir e entregar a uma autoridade local da receita federal um termo que, segundo ele, é um simples procedimento.
Informação que contrasta um pouco com as postadas hoje no site da Receita Federal, se lê ” a Receita Federal tomará as providências legais cabíveis contra as pessoas físicas e jurídicas envolvidas, promovendo os competentes procedimentos fiscais, além de representação aos órgãos de persecução penal”
Nada temo com relação à está verdadeira operação de guerra realizada por nós para garantir respiradores ao povo do Maranhão.
Eu retirei os equipamentos sim, assumi a plena responsabilidade, com total aprovação e conhecimento do Governador Flávio Dino, pois precisávamos testar, colocar a serviço da população e enviá-los aos hospitais e ao interior, como Imperatriz que hoje já recebeu 10 destes equipamentos.
Fiz a retirada consciente do que estava fazendo, assim como também agi com responsabilidade e consciência ao envidar todos os meus esforços para garantir a compra dos respiradores, com a ajuda de valorosas empresas e empresários e sua chegada ao nosso estado com toda segurança.
Faria tudo de novo, inclusive retira-los a qualquer custo do aeroporto, estamos numa guerra e não vejo razão nenhuma para obediência à procedimentos burocráticos que podem demorar até meses.
Este é o termo que assinei no sábado, dia do meu aniversário, público para garantir a receita federal que tenho plena consciência da minha responsabilidade, como tinha consciência da minha missão para ajudar a salvar vidas.
Se eu tiver que ser processado ou sofrer qualquer tipo de prejuízo ou problemas gerado a partir desse fato, deixo registrado que terei todo ORGULHO e, faria milhares de vezes o que fiz se preciso fosse.
Ao lado um pequeno vídeo com um dos 107 respiradores ajudando um maranhense a lutar contra o coronavírus.
*Simplicio Araújo*Secretário de Industria, Comércio e Energia do Maranhão