publicidade

publicidade

terça-feira, 31 de março de 2020

PGR arquiva pedido de afastamento feito contra Bolsonaro


Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) realiza sabatina de Augusto Aras, indicado para o cargo de procurador-geral da República. rrÀ mesa, indicado para o cargo de procurador-geral da República (PGR), Augusto Aras.rrrFoto: Pedro França/Agência Senado


O Procurador-Geral da República, Augusto Aras, arquivou a notícia-crime contra o Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, protocolada pelo deputado federal Reginaldo Lopes (PT).

O requerimento petista foi feito ao STF, o qual, por meio do Ministro Marco Aurélio, enviou para a Procuradoria-Geral da República.

Segundo Augusto Aras, não há embasamento jurídico que endosse de forma alguma a Notícia-Crime e o pedido de afastamento ou até mesmo uma possível perda de mandato do Presidente Jair Messias Bolsonaro.

Caso a notícia-crime recebesse parecer favorável do PGR, seguiria para o STF, o qual poderia rejeitar ou acolher e remeter para Câmara dos Deputados.

No final, se a ação petista obtivesse sucesso, Jair Bolsonaro poderia ser afastado por 180 dias, podendo chegar à perda do mandato.




Informação BR7