publicidade

publicidade

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2020

Prefeitura de Açailândia amplia sua rede de atendimento e cuidados com recém-nascidos


A expansão do serviço com a entrega a população de 10 leitos neonatais, 06 semi-uti’s e 04 redes cangurus que funcionarão no Hospital Municipal fazem parte do pacote de planejamento e ações da secretaria de saúde do município para o enfrentamento de complicações e mortes materno-infantis.


A secretaria de saúde de Açailândia apresentou à imprensa na tarde de ontem, dia 05 de fevereiro, a nova ala de atendimento e cuidados com recém-nascidos que funcionará das dependências do Hospital Municipal da cidade.

A entrega à população de 10 leitos neonatais, 06 leitos semi-intensivos e 04 redes cangurus fazem parte do projeto de ampliação das ações da saúde do município no enfrentamento de mortes maternos-infantis na cidade de Açailândia.

O Secretário de saúde Linderval de Moura e o secretário de governo Sininger Vidal apresentaram a imprensa local e regional, na tarde de ontem, dia 05 de fevereiro, toda a nova estrutura e os equipamentos de alta tecnologia que agora poderão ofertar um tratamento muito mais humanizado a população de mulheres gestantes e recém-nascidos da cidade de Açailândia.

UTI NEOTAL

A UTI Neonatal é um ambiente do hospital preparado para recebe bebês que nasceram antes das 37 semanas de gestação, com baixo peso ou que possuem algum problema que possa interferir no seu desenvolvimento, como alterações cardíacas ou respiratórias, por exemplo. 

O bebê permanece na UTI até que consiga respirar sem a ajuda de aparelhos, tenha peso ideal e consiga sugar toda a comida, sendo o tratamento continuado em casa.

A Unidade de Terapia Intensiva Neonatal é constituída por uma equipe multiprofissional constituída por neonatologista, pediatra, enfermeiros, nutricionista, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional e fonoaudiólogo que promovem a saúde e o desenvolvimento do bebê 24h por dia.

Cada UTI Neonatal é composta por equipamentos que auxiliam o tratamento do bebê, como:

·         Incubadora, que mantém o bebê aquecido;
·         Monitores cardíacos, que verificam a frequência cardíaca do bebê, informando qualquer alteração;
·         Monitores respiratórios, que indicam como está a capacidade respiratória do bebê, podendo ser necessário que bebê fique em ventilação mecânica;
·         Cateteres, que são utilizados principalmente para promover a nutrição do bebê.

SEMI-UTI’S

Para as mães que necessitam de cuidados especiais, a gente conta com a Unidade Semi-Intensiva, um local onde as gestantes são acompanhadas por 24 horas por uma equipe especializada no tratamento e acompanhamento de gestações de alto risco, proporcionando atenção e o máximo de cuidado para elas.

Assim, fica garantido o melhor tratamento para que a gestação evolua de forma segura para a ela e o seu bebê. O objetivo principal da Unidade Semi Intensiva é garantir a permanência do bebê no útero da mãe o máximo de tempo possível, pois um dia a mais dentro da barriga da mãe significa 3 dias a menos em uma UTI Neonatal.

REDE CANGURU

O Método Canguru é um modelo de assistência ao recém-nascido prematuro e sua família, internado na Unidade de Tratamento Intensivo Neonatal, voltado para o cuidado humanizado que reúne estratégias de intervenção biopsicossocial.

O bebê prematuro é colocado em contato pele a pele com sua mãe ou com seu pai. Isto ocorre de forma gradativa. Inicialmente os pais tocam seu filho, para depois colocá-lo na posição canguru. Este contato do recém-nascido com os seus pais inicia de forma precoce e crescente, por livre escolha da família, pelo tempo que os pais se sentirem confortáveis